17 junho, 2012

#079 - João Gordo, Ratos de Porão no Wikimetal

Foi uma honra recebermos no Wikimetal, João Gordo, lendário vocalista do Ratos de Porão, e um dos maiores nomes da cena Hardcore, Crossover, Punk, Metal, etc.

Como sempre, João conta histórias hilárias e relata várias passagens importantes na história do movimento no país, afinal ele esteve lá e vivenciou tudo de perto.

O "Orgulho Nacional" vem de Florianópolis, Santa Catarina, com a banda Fortress e muito peso

A promoção da semana foi anunciada no Facebook do Wikimetal. Corra pra ver porque está valendo um sensacional Headphone da Sennheiser.

Neste episódio: Ratos de Porão, The Trashmen, Fortress e Krisium
Promoção: Headphone da Sennheiser


Ouvir  Download  RSS  iTunes

22 comentários:

  1. AAEEE GORDO! HAHA, baixando o episódio agora.

    ResponderExcluir
  2. Mais um ótimo programa!
    João Gordo contando as histórias do começo de carreira faz parar pra pensar em como as coisas são fáceis hoje em dia, qualquer um consegue gravar um disco , mas mnater uma banda já são outros quinhentos.
    Quanto ao site, vamos aguardar a Disneylandia do metal, vai ser demais!
    Orgulho nacional foi cabuloso! Fortress é uma ótima banda, peso e melodia na medida certa! Muito bom!
    Até o próximo episódio!

    ResponderExcluir
  3. Todo o respeito do mundo ao Joao Gordo. O cara que eh punk, manja muito de metal que muito headbanger. E ajudou indiretamente a consolidar uma cena de metal no fim dos anos 80.

    Como o Dick Siebert mesmo disse no Guidable, RDP eh a banda hardcore com o maior publico de metal.

    Quanto ao Fortress, bom mesmo. Otima gravacao e os caras tem dominio dos seus instrumentos. Falando serio, no Brasil se derem o devido espaco, vai surgir muita banda relevante ainda mundialmente.A safra eh boa e detesto patriotismo, eh apenas a realidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme, o João viveu grandes momentos, passou por muita coisa, e segue até hoje fazendo e escutando um som pesado. O Fortress realmenteé demais.

      Giba, belas palavras. As tuas e as do Dick. Quanto ao Orgulho Nacional, é impressionante o que esse país tem de banda de qualidade. E tem para todos os gostos.

      Abraço,
      Masini

      Excluir
  4. Eu curto pra caramba o Gordo.

    Eu pessoalmente nunca gostei dele ter ido pra Record, já que eu sou completamente contra a ideologia e todo aquele padrão da emissora. Na MTV pelo menos ele fez programas muito divertidos. Apesar da MTV dar umas cortada nele também, dava pra ver que ele se sentia muito mais livre.

    Mas não dá pra ficar com todo esse papo "ah, ele se vendeu". Sinceramente, quem fala isso não tem noção da realidade. Tem uma frase que diz "é muito fácil dizer que não vai se vender quando ninguém quer te comprar". E no fundo, é bem verdade.

    Acho que seria uma burrice da parte dele escolher ficar na "merda" só pra continuar com a fama de "mal". Não existe ninguém 100% anarquista e contra o sistema. Infelizmente, nós vivemos numa sociedade em que precisamos nos submeter a certas coisas contra a nossa vontade.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom episódio, eu acho excelentes esses episódios onde não é uma entrevista, e sim um bate-papo. O João Gordo é e sempre vai ser uma figura polêmica, então eu já meio que ignoro qualquer tipo de julgamento e discussão que fazem a respeito dele. Só reforço o que o Giba disse, o cara manja mais de metal que muito auto-entitulado headbanger por aí.

    Finalmente uma banda daqui! Fortress é muito boa, não consegui ir a um show deles ainda mas já conhecia a música deles pela Internet. Vou na próxima oportunidade e espero que continuem com o trabalho de qualidade. Realmente, Floripa tá é cheio de "kulelê" e coisas parecidas. Quem curte metal aqui, curte de verdade, porque não é fácil não... pouco lugar e pouca oportunidade pra shows bons, apesar de ter várias bandas boas. Mas faz parte né.

    E estou esperando ansioso pela Disneylandia do metal. Dava pra fazer uma outra sessão no novo site com "Erros e frases marcantes" e adicionar essa aí, a "coqueluche do momento", o "left de direita" e tantas outras hehe.

    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria ter uma sessão "The Book Is On The Table com Rafael Masini" HAHSHSUSHSASHAUS

      Excluir
    2. Mallu, eu também sempre fui fã do João. Desde os anos 80, sempre acompanhei a carreira do Ratos. E o cara é simpático, foi super atencioso conosco, e entende muito de metal. E não adianta, sempre terá gente para reclamar. Sou mais moderno: "The facebook is inside of tablet.

      Maurício, muito legal a banda ai de Florianópolis. Tomara que vc consiga ir em um próximo show deles pois deve ser de arrepiar. O site em breve estará no ar. Aguarde.
      Uma frase famosa minha é: "O negocio é guitarra e distorção"

      Abraço
      Masini

      Excluir
    3. Masini, muito boa essa frase. Vou inserir no meu repertório de frases de efeito.

      Se isso aqui fosse facebook, dava like na ideia da Mallu uahuahau, ri muito do título dela =)

      Excluir
    4. The Facebook is inside of Tablet, totalmente excelente! HAUSHSUAHSUAHSUS aprovado.

      Excluir
  6. Gostei muito da entrevista. Gosto muito do RDP, aliás, uns 10 ou 11 anos atrás eles fizeram alguns shows com a formação original (sem o Joao Gordo e com o Jão no vocal) e foram shows memoráveis, se eu não me engano fui em dois shows. Eu gosto muito de alguns albuns do Ratos, principalmente o Brasil,Feijoada Acidente (ambos) e o Carniceria Tropical. E quem não assistiu o Guidable, assista! Ótimo documentário!!

    Mudando um pouco de assunto...domingo fui no show do Raven na Clash, aqui em SP. Abertura da Nervosa e o show delas foi muito bom! O som e a estrutura do lugar são ótimos! Raven foi muito bom também, os caras tem bastante carisma. E só tocaram clássicos!

    Bom...é isso..acabei de chegar do interiorrrr e to quebrado!

    Abraços!
    Augusto

    ResponderExcluir
  7. Augusto, que legal que vc foi no show do Raven. Não consegui ir. Pelo que vc escreveu o setlist deve ter sido animal. Quanto a banda Nervosa, elas ja detonaram na abertura do Exodus, lembra?
    Grande abraço
    Masini

    ResponderExcluir
  8. E aí pessoal!

    Meu nome é Marcelo Rosa, sou guitarrista do Fortress e gostaria de agradecer ao Wikimetal pelo espaço no quandro Orgulho Nacional.

    Quem tiver algum interesse em conhecer mais sobre o trabalho do FORTRESS é só acessar:

    www.fortress.mus.br

    www.facebook.com/FortressBR

    Parabés galera da Wikimetal por desenvolver um excelente trabalho em prol do Metal Nacional!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Eu estaria sendo hipócrita se dissesse que admiro João Gordo. É inegável que ele tem grande importância na história do Rock Nacional, e ouvir curiosidades e bastidores da cena nos anos 70, 80 e 90 é sempre muito bom, além de que álbuns como "Descanse em Paz", "Brasil" e "Anarkophobia" são realmente muito bons, mas pra mim o cara é muito contraditório, não nessa questão de "se vender", pra mim isso é coisa de adolescente filhinho de papai revoltado com o mundo, mas em algumas opniões que ele emite. Tudo bem ele achar que Angra e Almah são bandas ruins, eu mesmo não admiro muito esta última, mas ele dizer que a banda só não lota a casa se for ruim aí já é demais. Então o Sepultura que ele tanto admira deve ser uma droga, já que fez um show com o Machine Head e não lotou metade da casa. O próprio Violator deve ser uma droga maior ainda, já que se eles colocam 100 pessoas em uma casa de shows já é uma vitória. Se formos analisar, veremos que as poucas bandas brasileiras ainda lotam os shows, têm no mínimo 20 anos de carreira, então dizer que só banda ruim não lota casa é uma dos maiores absurdos que já ouvi na vida. Mas enfim, isso é típico de uma pessoa polêmica como ele.

    Cara, como eu nunca tinha ouvido falar no Fortress? Simplesmente animal, fazia tempo que não ouvia um vocalista "novato" cantar tão bem assim, e o mesmo vale para os instrumentistas, principalmente a dupla de guitarras. Isso sim é um som, não essas bandinhas que só querem saber de tocar Culelê, heheheh.

    Fiquei sabendo que o Viper vai tocar em Recife, muito bom isso. Existem algumas caravanas que vão sair daqui de Fortaleza, mas é bastante inviável pra muita gente, inclusive pra mim. Estou torcendo muito que toquem por aqui na seguna parte da turnê.

    Que notícia boa essa do novo site, sem dúvidas vai ser um dos maiores portais de Heavy Metal do Brasil, sucesso pra vocês.

    ResponderExcluir
  10. João Gordo, tão polêmico quanto sincero...odeia o Kreator mas ama o Slayer, mesma coisa ele disse quando a uns 3 anos eu, ele, Denthrash e Boca jantamos antes de um show dele aqui em Manaus (ele não deve nem lembrar, já que esqueceu até o nome de disco, ahahahah).
    O RDP tem seu lugar garantido na gênese do Metal e do Punk brasileiro...acho que o RDP foi pra cena no Brasil o que o S.O.D. foi para a cena americana, em termos de peso, revolução e principalmente união, tanto musical (punk+influências da bay area) como do proprio público, ao juntar em um único show as turmas do punk, HC e do metal. Ótima entrevista!
    Gostei muito do Fortress, o Rafinha tem razão, Santa Catarina tem um grande representante do Orgulho Nacional, além das belas mulheres, praias e o "aculelê", kkkkkkk.
    Estamos na expectativa para a estréia da nosso WikiPortal, já mandei até novas dicas! Também estou muito orgulhoso pelo Power Trio, os wikimates vão se surpreender! Abração a todos! AND "NO MONEY, NO FUCKING ENGLISH"!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo, valeu por deixar o contato. E mais uma vez parabéns pelo trabalho. A galera elogiou muito.

      Marcel, estamos caprichando no site. Espero que todos nos ajudem a torna-lo cada vez melhor. Quanto ao Viper, tomara que vc consiga assistir, pois serão grandes shows.

      Allan, mais uma vez valeu pelo grande apoio e participação. O João em todo lugar que vai é sempre simpático e troca muita idéia com a galera. Ele entende muito de música e gosta de falar disso.

      Abraço
      RMasini

      Excluir
  11. wikimetal como sempre otima entrevista com o lendario joao gordo,eu q sou um grande fa do rdp uma das minhas bandas favoritas,entrevista muito bem humorada,muito boa...
    e a extinçao em massa do gordo com o krisium ficou dimais muito brutal foda.
    parabens wikimetal
    abraço.
    "NO MONEY,NO ENGLISH"

    ResponderExcluir
  12. Pedro Guanais19/6/12 8:17 PM

    Gostei mto. Mais outra ótima entrevista do PODEROSO WIKIMETAL!!!! João Gordo é um cara sensacional. Achei as histórias dele mto engraçadas, principalmente a do "NO MONEY, NO ENGLISH", essa foi de arrasar. Gostei do Fortress, tem um bom som.

    Rafinha, quando chega ao Brasil o DVD do Metal Evolution, da Banger Films? Eu soube q já lançou nos EUA.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Excelente o episódio, foi muito bom ouvir várias histórias do começo do punk no Brasil.

    O Gordo manja muito de vários estilos musicais, sem contar que ele conta tudo de uma forma muito espontânea e com bastante humor, uma grande figura da cena.

    Um dos ícones da música pesada brasileira, o RxDxRx destrói ao vivo.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  14. Giovani, o CD todo do Krisium é muito bom. Um dia ainda Faremos um grande episódio com eles. Confesso que Extinção em massa é a minha preferida.

    Pedro, estou atrás dessa informação pra vc. Valeu pelo Todo Poderoso Wikimetal.

    Diego, realmente a maneira que o João conta as histórias as tornam ainda mais interessantes.
    Valeu pelo comentário.

    Abraço,
    Masini

    ResponderExcluir
  15. Foda a entrevista, A atitude e autenticidade do gordo são dignas de admiração haja vista que pessoas com coragem e personalidade suficiente para dizer o que pensa e arcar sem medo com as consequências é raro.
    Esse rótulo de "traidor do movimento" é nada mais que uma desculpa imbecil pra justificar a falta de capacidade de pessoas medíocres que não conseguiram atingir ou sobreviver na cena.
    Além do mais se houve ideologia ela foi pertinente a grande minoria, quase ninguém, porque os demais aparentemente estavam lá por “diversão” mesmo que bradassem palavras desconexas sobre anarquia e revolução.
    Quanto ao wikimetal eu deixo os elogios pelo sucesso, estava precisando de um site mesmo pra dispor melhor o conteúdo e poder assistir a cobertura de shows e entrevista que fazem vai ser do caralho.

    ResponderExcluir
  16. Fala galera...

    Aos 49 do segundo, porém não sonegado...

    Só gostaria de dizer o seguinte: este senhor é um dos responsáveis pelo meu gosto musical, pois além de metal, tenho muita influência de hardcore, grindcore e punk rock na minha vida...!! Ratos, Bad Religion, Pennywise, o próprio Hatebreed que é mais novo, Napalm Death, Mukeka di Rato, Addicts, Blind Pigs, Olho Seco, GArotos Podres, Agnostic Front... kra...são tantas influências incríveis destes estilos que ficaria o dia todo escrevendo aki...!!!
    Sem falar que o João é uma figura...nao tinha como ser engraçada a entrevista...ouvi 4 vezes já o programa...hsuahsuhauu...muito legal... dos melhores que vcs fizeram recentemente...
    A opinião do João sobre o "BOTINADA" concordo em gênero, número e grau, pois quem conviveu um pouco que seja neste meio, sabe o que rolava... e como eu nao convivi pouco, sei bem que tem algo muito fantasioso nakilo tudo...Alias, treta com punk existe até hj, é que nao é divulgado, em geral...
    Mas enfim, isso é um outro assunto...

    Abs amigos...parabens pela programa...esse realmente foi no capricho...

    ResponderExcluir